As vantagens e desvantagens do financiamento balão

vantagens-desvantagens-financiamento-balao-blog-ceabs

Alternativa mais rentável para quem costuma trocar de carro a cada dois ou três anos, o financiamento balão para veículos tem se popularizado no Brasil, sendo já muito comum nos Estados Unidos. Ele funciona da seguinte forma: o comprador dá uma entrada menor, com parcelas também menores, e quando chega no fim, a hora de dar o valor “balão”, revende seu carro e usa o pagamento para quitar esse valor maior e dar entrada no novo veículo.

financiamento-balao-blog-ceabs-vantagens-desvantagens

BMW, Mercedes Benz, Hyundai e Audi são algumas das marcas que já aderiram ao modelo. De acordo com o site Quatro Rodas, na Hyundai a entrada é de 30%, Na Mercedes e na Audi, 10% para pessoa jurídica e 20% para física. Na BMW varia de 0 a 49%. Ao fim das prestações baixas vem o “balão”, que é cerca de 40% a 50% o valor do carro. Entretanto, é possível entregar o veículo à autorizada, quitar a dívida e ainda usar como entrada para o próximo automóvel. Nesses casos, a vantagem fica clara para as montadoras: fidelização de clientes.

desvantagens-financiamento-balao-blog-ceabs-vantagens

Porém, é preciso notar que não é para todos os casos que o financiamento balão é um bom negócio. Para quem não tem o costume de trocar o carro frequentemente, ou para quem possui boa parte do valor para dar à vista, o negócio não vale a pena, pois quanto mais a pessoa dispende na entrada, menores são as taxas.

É válido ressaltar que os rastreadores CEABS podem ser transferidos de um carro para outro. Basta entrar em contato com a nossa Central de Atendimento através dos números 3004 7707 (capitais e grandes centros) e 0800 725 7707 (demais localidades) para agendar a troca do dispositivo.

Veja também: Comprando o primeiro carro

Somos uma empresa do grupo Europ Assistance, com foco na excelência de atendimento e inovação tecnológica. Atendemos seguradoras, transportadoras e montadoras de veículos, além do público em geral que deseje ter seus bens monitorados. http://www.ceabs.com.br/

Deixar um comentário