Saiba o que fazer em casos de emergência ou acidente na pista

mulher falando ao telefone, acidente ao fundo

O trânsito possui diversos riscos, e precisamos estar atentos e prontos para agir em caso de emergências e acidentes. Nesta época de férias é normal que haja aumento do fluxo de carros nas estradas e imprudência de alguns motoristas que não respeitam as leis de trânsito. Confira abaixo algumas dicas de como agir nessas situações.

Acidente sem vítima

A primeira coisa que deve ser feita depois de um acidente é conferir se há alguma pessoa ferida. Se não houver, o motorista deve remover o veículo do local caso a via esteja obstruída, para evitar outro acidente. A presença de uma autoridade não é necessária para realizar a retirada do veículo da via.

É importante lembrar que não remover o veículo e obstruir o fluxo de trânsito constitui infração e pode ocasionar 4 pontos na CNH e multa média de R$ 130.

Caso não seja possível retirar o veículo sozinho, é importante sinalizar o local. Ligue o pisca-alerta e posicione o triângulo a uma distância de no mínimo 30 metros. Deve-se levar em consideração a velocidade permitida da via. Em dias de chuva ou neblina é preciso dobrar a distância do posicionamento do triângulo.

Acidente com vítima

triãngulo na pista sinalizando acidente

Em caso de feridos, solicite um resgate após saber a quantidade de vítimas. Ligue para a Polícia Rodoviária ou para o SAMU. É necessário preservar o local e esperar a chegada do socorro médico e da polícia para registrar a ocorrência. Não movimente os feridos, pois um atendimento inadequado pode deixar graves sequelas. Por isso, sinalize o local com um triângulo e espere a chegada do socorro.

Não seja omisso

Omissão de socorro é considerado crime de acordo com o Art. 135 do Código Penal, punido com detenção de um a seis meses ou multa. Já o Art. 176 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê a omissão como infração gravíssima de trânsito, com multa no valor de R$ 146,35 e fatores multiplicadores – deixar de prestar ou providenciar socorro às vítimas, deixar de preservar o local do crime ou deixar de colaborar com o registro da ocorrência. Além das infrações, pode ficar configurado também crime de trânsito, punido com detenção de seis meses a um ano.

Boletim de Ocorrência

O registro do Boletim de Ocorrência em caso de acidentes de trânsito sem vítimas ou de danos ao patrimônio público é de responsabilidade e interesse dos envolvidos. Para registrar um boletim, é importante ter fotos dos danos, dados dos condutores e dos veículos envolvidos, além de endereço do local, dia e horário do ocorrido.

Problema mecânico ou pneu furado

Caso você observe durante o trajeto que seu carro está com problemas mecânicos, siga até um posto de combustível ou um local de atendimento na rodovia. Caso não dê tempo de fazer isso, indica-se parar no acostamento.

Se o veículo parar de repente na pista, ligue imediatamente o pisca-alerta e sinalize utilizando o triângulo. Caso seu pneu fure no meio do trajeto, deve-se reduzir a velocidade o quanto antes e rodar o mais lentamente possível até achar um lugar seguro e plano para realizar a troca do pneu.

Leia também: Pequenas distrações podem causar graves acidente de trânsito

Deixar um comentário