Câmbio automático ou manual?

blog-ceabs-cambio-automatico-ou-manual

O câmbio automático nos automóveis tem se tornado cada vez mais comuns entre motoristas que buscam por comodidade. No entanto, uma dúvida recorrente é se ele realmente vale mais a pena do que o manual.

O site Salão do Carro separou algumas vantagens de cada tipo de câmbio, e nós selecionamos as principais para você entender quais são os prós e os contras de cada um:

Câmbio automático

automatico-ou-manual-cambio-blog-ceabs

Prós:

  • Maior controle do veículo, já que o carro regula a variação da embreagem
  • Maior durabilidade, pois as manutenções são menores
  • Maior comodidade, pois não é preciso se preocupar com a embreagem e as trocas de marcha

Contras:

  • Custo maior para manutenção, devido à tecnologia diferenciada
  • Mais consumo de combustível, já que a troca de marchas é feita em alta rotação

Câmbio manual

cambio-automatico-ou-manual-blog-ceabs

Prós:

  • Transmite mais esportividade
  • É melhor nas ultrapassagens
  • Grande oferta de peças de reposição

Contras:

  • Exige mais do condutor, tornando-se um pouco cansativo
  • O uso incorreto das marchas pode ocasionar aumento do consumo de combustível, queima da embreagem e prejuízos ao motor

ceabs-blog-cambio-automatico-ou-manual

Há ainda uma terceira opção, que fica entre o câmbio manual e o automático, o câmbio automatizado. Segundo o site Carro de Garagem, ele é mais barato que a transmissão automática, e é voltado para carros compactos e médios. Os câmbios são manuais, mas a embreagem é acionada por comando eletrônico, dispensando o pedal. Porém, uma das principais reclamações em relação a este tipo de câmbio é a respeito de trancos que o carro costuma dar.

Veja também: Saiba como economizar o combustível do carro

Somos uma empresa do grupo Europ Assistance, com foco na excelência de atendimento e inovação tecnológica. Atendemos seguradoras, transportadoras e montadoras de veículos, além do público em geral que deseje ter seus bens monitorados. http://www.ceabs.com.br/

Deixar um comentário