Desconfie de preços muito abaixo da tabela FIPE

desconfie-precos-muito-abaixo-tabela-fipe-blog-ceabs

O processo de compra de um veículo normalmente demanda pesquisa prévia pelo comprador. São diversas visitas a lojas físicas e pesquisas pela internet.

E nessa procura, não é incomum que apareçam veículos com preços tentadores e abaixo dos concorrentes.

abaixo-tabela-fipe-blog-ceabs-desconfie-precos-muito

Quando isso acontece, é preciso certificar-se de que não sejam veículos com restrições por roubo ou furto. De acordo com o site Quatro Rodas, cerca de 7% dos carros usados à venda são roubados. Os ladrões clonam a placa e a documentação de outro automóvel parecido, porém com cadastro regular, e o colocam para venda com um valor abaixo do mercado.

muito-abaixo-tabela-fipe-blog-ceabs-desconfie-precos

Quando um comprador adquire o produto sem saber desse fato, além de não conseguir transferir o carro para o seu nome, ainda precisa provar que não é responsável pelo roubo. Por isso, é essencial submeter o automóvel a uma vistoria de identificação veicular em uma empresa credenciada ao departamento de trânsito do seu estado antes de concluir a compra.

Além de se certificar de que o veículo não é roubado, o comprador ainda pode obter informações como restrições administrativas que o carro possa ter, processos judiciais, sinistros e até mesmo financiamentos não quitados.

precos-muito-abaixo-tabela-fipe-blog-ceabs-desconfie

Ainda segundo o site, 9,7% dos automóveis oferecidos são bens penhorados ou com impasses judiciais.

Por isso, a recomendação é sempre desconfiar de veículos com valor muito abaixo da tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), na qual são apresentados os valores médios cobrados pelos veículos em âmbito nacional.

Veja também: Checklist para comprar um carro usado

Somos uma empresa do grupo Europ Assistance, com foco na excelência de atendimento e inovação tecnológica. Atendemos seguradoras, transportadoras e montadoras de veículos, além do público em geral que deseje ter seus bens monitorados. http://www.ceabs.com.br/

Deixar um comentário