Carro elétrico dá choque ao entrar em um alagamento?

Em tempos de fortes chuvas é comum encontrar algumas ruas alagadas e muitos motoristas arriscam atravessar essas áreas de carro, o que pode trazer alguns prejuízos para o veículo. No caso dos carros elétricos, há algumas dúvidas sobre o que pode acontecer se o carro passar em uma área alagada, e o risco de choque é um deles.

A bateria e o motor de um veículo elétrico não terão problema com a água, pois ambos os equipamentos são selados, como a bateria de um relógio ou de um celular à prova de água, por isso, o risco de choque não existe. O carro possui um complexo sistema de segurança para evitar vazamentos de tensão e, consequentemente, choques. A corrente é completamente cortada em caso de acidentes ou se o veículo identificar algum problema, como a entrada de água.

Carros híbridos

Os carros híbridos têm um motor de combustão interna e um motor elétrico, nesse caso apenas os híbridos plug-in, que possuem carregamento externo, merecem um cuidado maior. O plugue não é energizado, a recarga só inicia depois que uma série de requisitos são preenchidos. As orientações são as mesmas que os carros elétricos e normais, mas caso você esteja em um eletroposto carregando o veículo e começar a chover forte, o indicado é não tentar tirar o plugue do carro, pois a água é condutora de energia e seu corpo pode receber uma descarga elétrica.

Cuidados ao passar em alagamentos

Caso você precise fazer a travessia de uma área alagada, o ideal é que a água não ultrapasse a metade da roda, para que não haja perda de contato do veículo com o solo. Essa dica vale para todos os tipos de carro. A única diferença do carro elétrico nesse caso é que eles são mais pesados, por conta da bateria, e são mais difíceis para serem tirados do chão.

Recuperação do carro

A chance de recuperar um veículo elétrico que ficou submerso até a altura do assoalho é maior que a de um automóvel a combustão, pois seu motor é selado e protegido, já no caso de outros veículos há a possibilidade de fundir o motor. Só é preciso lembrar que a chance de recuperação diminui caso a água tenha entrado na cabine do motorista.

Leia também: Como dirigir em enchestes e alagamentos

Deixar um comentário